Certificação em Inovação Política

$300,00

Precisamos atualizar nossas democracias. Elas foram pensadas no século XVIII, e foram implementadas com ideias e tecnologias dos séculos XIX e XX. Este programa visa formar lideranças com os debates, os conceitos e as ferramentas disponíveis no século XXI. O perfil é a formação no sujeito político, pensando em seu entorno e na comunidade, com enfoque coletivo, crítico, criativo e inovador.

SKU: DIPBR3 Categoría: Etiquetas: , , ,

Descripción




Início

26 de agosto de 2019 (Duração: 3 meses)




Inscrições até

13 de agosto de 2019




Modalidade

Virtual




Custo

300 dólares (40% off até 5 de agosto).




Requisitos

Estar comprometido/a em querer transformar sua comunidade. Não requer formação universitária.



Direcionado para

  • Líderes sociais, políticos transformadores, empreendedores com vocação social 

Precisamos atualizar nossas democracias. Elas foram pensadas no século XVIII, e implementadas com ideias e tecnologias dos séculos XIX e XX. Este programa visa formar lideranças com os debates, os conceitos e as ferramentas disponíveis no século XXI. O perfil é a formação no sujeito político, pensando em seu entorno e na comunidade, com enfoque coletivo, crítico, criativo e inovador.

Com base em experiências e práticas bem sucedidas de especialistas renomados da América Latina, esta Certificação busca proporcionar conhecimentos e ferramentas para entender as atuais transformações políticas e sociais, o papel das tecnologias digitais, as novas formas de participação democrática e a possibilidade de modelos produtivos sustentáveis e inclusivos.

  • Capacidades para compreender e analisar os principais fatores que caracterizam as atuais transformações sociais e éticas cidadãs.
  • Compreensão sobre as novas formas de se propor gestão pública, governo aberto e tecnologias cívicas.
  • Conhecimentos e reflexões sobre modelos econômicos inclusivos, cooperativos e sustentáveis.
  • Uso de ferramentas de alto impacto social.
  • Fazer parte de uma comunidade latino-americana de agentes de inovação.

 

Módulo 1: Sociedades em transformação

Quais são os ponto-chaves para entender as transformações sociais no século XXI a partir da emergência de novas expressões políticas cidadãs e do uso das tecnologias digitais?

  • Transformações sociais e políticas na América Latina
  • Revolucão digital
  • Inovação cidadã na era digital
 

 

Módulo 2: Gestão pública aberta e participativa

Como os governos encaram as transformações e demandas sociais para deixar de serem “caixas pretas” e se abrirem à participação e colaboração cidadã através de dados abertos, ferramentas digitais e espaços de inovação?

  • Governo aberto
  • Dados abertos
  • Interfaces abertas de co-criação de políticas públicas
 

 

Módulo 3: Economias colaborativas, inclusivas e sustentáveis

Que esquemas e modelos podemos utilizar para pensar novas formas de produzir bens e serviços de maneira colaborativa, inclusiva e sustentável?

  • Desigualdade e inclusão social na América Latina
  • Conhecimento livre e construção coletiva da sociedade
  • Empreendimento social, a nova economia e o propósito do setor privado

O laboratório feeling busca gerar estratégias criativas e inovadoras para solucionar problemas, centrado no ser humano. Os participantes podem utilizar a metodologia feeling para desenvolver um projeto aplicável à sua área e/ou comunidade

Equipe de especialistas

Imagen Consultor, ativista e professor de políticas tecnológicas e comunicação, especializado em gestão de transformações e tecnopolítica. Especialista e/ou docente em diversos organismos, como o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) das Nações Unidas (ONU), a Organização dos Estados Americanos (OEA) e o Centro Latino-Americano de Administração para o Desenvolvimento (CLAD).

Fotografía Matías BianchiDiretor e fundador da organização Asuntos del Sur. Cientista político pela Universidade de Buenos Aires, mestre e doutor em Ciência Política pela Universidade de Oxford, Mestre em Administração Pública pelo Instituto de Estudos Políticos de Paris (Sciences Po). Trabalhou no Woodrow Wilson Center, o Centro de Desenvolvimento da OCDE, em Paris, e dirigiu o Instituto Federal de Governo, na Argentina. É professor universitário e pesquisa sobre democracia, economia política e tecnopolítica.

Fotografía Javier

Design thinker (pensador criativo), especialista em Opinião Pública e Marketing Político. Coordenador do Governo Aberto de Nariño «GANA», na Colômbia.

Fotografía Mitchelle

Empreendedora social, com estudos em Direito Internacional (Universidade de Oxford) e Políticas Públicas (Universidade de Berkeley). Fundou Asylum Access , para refugiados, e é co-fundadora do IMPAQT Lab de Inovação Social.

Fotografía CarolinaPesquisadora, advogada, conferencista, escritora e consultora em temas relacionados a direito e tecnologia. Colunista do jornal colombiano El Espectador. É diretora da Fundação Karisma, na Colômbia, e promotora de direitos digitais.

Fotografía BetildeDiretora do Departamento de Inclusão Social da Organização dos Estados Americanos (OEA). Secretária de Direitos de Acesso e Igualdade. É doutora em Ciência Política pela Universidade Internacional da Flórida, em Miami, e mestre em Relações Internacionais pela Universidade do Sul da Flórida, em Tampa.

Fotografía PabloSociólogo. Há mais de 15 anos atua na América Latina no âmbito do desenvolvimento social, em temas como educação, juventude e cidadania. Nos últimos anos, trabalha com  inovação pública e participação cidadã. Foi diretor de pesquisa do Laboratório para a Cidade na Cidade do México e diretor executivo da Fundação Cidadão Inteligente, com base no Chile e Brasil. É pesquisador sênior do Laboratório de Governança da Universidade de Nova Iorque. 

Fotografía Dardo

Formado em Comunicação Social pela Universidade Nacional de Rosário, Argentina. Hacktivista em defesa da ética hacker e da inovação aberta. Consultor em estratégias digitais. Atualmente é Diretor de Governo Aberto da Província de Santa Fé. Cria e impulsiona o laboratório de inovação cidadã, Santalab, uma interface de co-criação de soluções para o pró-comum que é parte da estratégia de Governo Aberto e Inovação Pública do Governo de Santa Fé, Argentina.

Fotografía Antonella

Formada em Relações Internacionais pela Universidade de San Andrés, Argentina, e mestre em Relações Internacionais Europa-América Latina pela Universidade de Bolonha, Itália. Trabalha no Assuntos do Sul como coordenadora da Academia de Inovação Política e como pesquisadora associada do #InovaPolíticaLatam, onde se especializa em governo aberto, tecnopolítica e direitos digitais.

Fotografía CristianLidera o projeto de Inovação Política do Assuntos do Sul. Mestre em Desenvolvimento Internacional pela Universidade de Bristol, Reino Unido, Especialista em Educação Superior pela Universidade Maior de San Andrés, Argentina, e Licenciado em Ciências Políticas pela Universidade Católica Bolivariana, Bolívia. É professor da Universidade Nacional de Lanús, Argentina, e da Universidade Católica Bolivariana em temas de gestão pública, metodologias de investigação e comunicação política.